segunda-feira, 24 de março de 2014

THE BEATLES - SUN KING - SENSACIONAL!

Assim como "Being For The Benefit Of Mr Kite!", a opinião de John sobre "Sun King" mudaria com o passar dos anos, mas, desta vez, de boa para ruim. Em 1971, ele se referiu a ela como algo que tinha surgido para ele em um sonho, deixando implícito que se tratava de uma grande inspiração. Em 1980, ele a reavaliou como mais um "lixo".

A ideia da música surgiu para John Lennon após a leitura de uma biografia sobre o Rei-Sol (Sun-King) Luís XIV da França, que reinou de 1643 a 1715 escrita por Nancy Mitford , e pode ter sido com ele que John sonhou, um sonho em que o rei entrava em seu palácio e encontrava todos os seus convidados rindo felizes.. A letra é simples e pequena e inicia com os mesmos dizeres de Here Comes the Sun de George Harrison, "Here Comes the Sun.....". Inclusive o nome inicial da canção era "Here Comes the Sun King" trocada em seguida para "Sun King" para não haver confusão. O trecho final da letra mistura palavras em inglês, espanhol, italiano, e algumas inventadas por John, formando frases sem nenhum sentido — "paparazzi", "abrigado", "para-sol", "mi amore". Mais uma vez, como em Because, os três, John, Paul e George, cantam em uníssono, formando um coro de três vozes. John Lennon canta e toca guitarra. George Harrison canta e toca guitarra, Paul McCartney canta e toca baixo e Ringo Starr toca bateria.
Como outras faixas de Abbey Road, “Sun King” apresenta uma exuberante e multi-controlada harmonia vocal, cantada por Lennon, Paul McCartney e George Harrison. A música lentamente se desvanece em sons do pântano no final de "You Never Give Me Your Money". No final da canção, a música pára abrubtamente e um preenchimento de tambor por Ringo Starr leva para faixa seguinte, "Mean Mr. Mustard". A linha de guitarra principal move-se lentamente da direita para o canal esquerdo e depois volta. Isto ocorre no início da faixa, e no fim. Em uma entrevista em 1987, Harrison disse que a gravação foi inspirada pela canção "albatross" da banda Fleetwood Mac.
Gnik Nus é a musica Sun King em reverse (ao contrário) e à capela num interessante arranjo e produção de Giles Martin (filho de George Martin) para a trilha sonora do espetáculo LOVE. A letra ficou assim: “gnik nus eht semoc ereH, gnik nus eht semoc ereH, gnihgual s'ydobyrevE, gnihgual s'ydobyrevE, gnik nus eht semoc ereH”.

Aqui, a gente confere “Albatross”, faixa instrumental lançada pelo Fleetwood Mac em 1969 no clássico LP English Rose.

3 comentários:

Edu disse...

É. Que há uma certa lembrançazinha com a canção dos 'Macs', há. Mas isso não muda nem desmerece nada! Uma das versões que mais gosto do álbum "Love", é o mix de Mr. Kite com She's so Heavy, com pitadas de Helter Skelter, e também, parte do solo de The End emendado com Get Back e na sequencia, Glass Onion com Ginik Nus. Val: vamos fazer um mega-post sobre "Love" - o álbum? Topas? Cheio de detalhes do dia-a-dia das mixagens e tudo o mais? Tem que assistir o DVD mais umas 3 vezes...

Valdir Junior disse...

Claro que topo !!!
Já vou começar separando material!!
Só preciso de um tempo !!
Ahhhh.... "Sun King" é uma das preferidas aqui da casa !!

João Carlos disse...

Eis a prova... tantas vezes disse aqui que "tal" música era linda até de trás pra frente. SUN KING é a comprovação.