sexta-feira, 19 de agosto de 2016

JOHN LENNON - GOD SAVE OZ - 1970/1971

“God Save Oz” foi escrita por John Lennon e Yoko Ono e gravada entre 22 de maio e junho 1971. Teve como produtores: John Lennon, Yoko Ono, Phil Spector e Mal Evans. Participaram da gravação original: John Lennon - vocais, guitarra elétrica; Klaus Voormann - baixo; Phil Kenzie, Geoff Driscoll - saxofone tenor; Dave Coxhill: saxofone barítono; Diane (?) - teclados e Ringo Starr – tambores. Aparece no “John Lennon Anthology” – “Wonsaponatime”.


Escrita e gravada em apoio ao fundo de defesa durante o julgamento por obscenidade da revista Oz, “God Save Oz” foi gravada por Lennon e a “Elastic Oz Band”, e lançada como single em julho de 1971.
A revista Oz foi parte da imprensa underground britânica, e contou com uma mistura de sátira, humor, assuntos atuais e questões políticas. A edição 28, publicada em maio de 1970, ficou conhecida como “Schoolkids OZ”, e seguiu um convite aberto pelo editor Richard Neville para pessoas com idade inferior a 18 para participar. Schoolkids OZ foi editada por crianças e contou com uma mistura de piadas e desenhos tipicamente adolescentes. Porém, uma coisa particularmente se tornou notória intitulada "Rupert encontra a Vovó Cigana”, criada por uma garota de 15 anos, Vivian Berger, que era uma colagem da cabeça do urso Rupert num desenho de Robert Crumb.
O Obscene Publications Squad invadiu o escritório da Oz, e em 18 de agosto 1970, a revista foi fechada por obscenidade. Richard Neville e seus co-editores, Jim Anderson e Felix Dennis, foram presos e considerados culpados em um julgamento em 1971, mas foram libertados ao pagar uma fiança que não viria de forma fácil. Foi criado um movimento - Friends Of Oz, para arrecadar dinheiro para os custos judiciais. Um dos amigos, Stan Demidjuk, conhecia John Lennon, e perguntou se ele poderia ajudar os réus. Lennon concordou em escrever e gravar uma canção, para o qual todos os royalties seriam doados para e Oz. Ele gravou a música em Ascot no estudio de Tittenhurst Park, em Berkshire. Alguns dos músicos que tinham tocado no “Plastic Ono Band” álbum foram juntados por se juntaram aos membros da equipe de Oz para “ Save Oz” e seu lado B, “Do The Oz”. No estúdio, Lennon gravou uma série de performances ao vivo de “God Save Oz”, cantando uma guia vocal em cada tomada. Ele nunca foi sua intenção de cantar na versão final, como ele não deseja que a música ser o follow-up oficial ao sucesso Power To The People . Um músico underground conhecido como Magic Michael foi inicialmente escolhido para cantar os vocais finais, mas foi mais tarde substituído por Bill Elliot, cuja vocais foram gravados por Mal Evans após Lennon e Yoko Ono se mandarem para New York City. “God Save Oz” foi lançada como single pela Apple em julho de 1971, mas falhou nos charts dos EUA e do Reino Unido. Foi creditado a Bill Elliot & Elastic Oz Band. Elliot, mais tarde se tornou uma das metades da dupla “Splinter”, que assinaram um contrato com o selo Dark Horse de George Harrison na década de 1970.

4 comentários:

Edu disse...

Musiquinha fraquinha, chatinha, mal gravada e mal produzida. Vale pelo valor histórico do momento político que Lennon abraçou. Na minha opinião, lógico!

Valdir Junior disse...

Concordo contigo Edu. Prefiro muito mais a faixa "Do The Oz", que também tá no Anthology, e eu não me lembro se foi feita também para esse jornal.

João Carlos disse...

Eita! Pensei que só eu não gostasse.

Marcelennon disse...

Concordo com todos!
Mesmo sendo fã incondicional de Lennon, nunca consegui gostar dessa música. Tenho a versão que saiu numa remasterização do álbum "John Lennon Plastic Ono Band", como faixa bônus.
Faixa ruim, gravação ruim, ideia ruim...
Totalmente descartável e esquecível...