quarta-feira, 2 de novembro de 2016

THE MUSIC OF LENNON & McCARTNEY - TV GRANADA - 1965

Durante os primeiros dias de novembro de 1965, os Beatles fizeram uma pequena pausa para gravar um especial de televisão para a Granada TV, que foi intitulado “The Music Of Lennon & McCartney”. A concepção básica do programa, concebido por Johnny Hamp (responsável pela primeira aparição dos rapazes na TV, no programa “People and Places”, da própria Granada, em 1962) seria mostrar músicas da dupla mais famosa da época, interpretada, além dos Beatles, por outros artistas que já haviam regravado suas canções (incluindo algumas que eles nem chegaram a gravar). Entre os convidados estavam Cilla Black, Peter and Gordon, Billy J. Kramer & The Dakotas e o humorista Peter Sellers. O especial de 50 minutos foi gravado em Manchester, no estúdio 6 (um dos maiores da Granada), com um cenário produzido especialmente para a ocasião, e exibido em Londres na noite do dia 16 de dezembro de 1965. No resto do Reino foi transmitido um dia depois. Os Beatles queriam que Ella Fitzgerald fizesse uma performance de “Can’t Buy Me Love”, mas ela não estava disponível na época. Já o cantor francês Richard Anthony, que estava programado para realizar uma aparição no programa, sofreu um acidente de trânsito pouco tempo antes das gravações do especial e foi substituído por Dick Rivers, que apresentou “Things We Said Today”, em francês. George Martin participou do programa, comandando uma orquestra de 25 músicos para as performances de “I Feel Fine” e “Ringo’s Theme”. Uma linda versão de “Yesterday” começa com Paul ao violão e depois corta de forma incrível para Marianne Faithfull, que segue dos 22 segundos em diante numa bela performance, gravada nos estúdios da Decca no mês anterior (que, inclusive contou com a presença do Macca, durante a sessão). Cilla Black cantou “It’s For You”, música de Paul que os Beatles nunca chegaram a gravar (no fim da performance, Cilla desce um lance de escadas onde, embaixo, estão Paul e John, que dá umas “olhadelas” para a saia da moça). Billy J. Kramer e seus Dakotas participaram com a maravilhosa de “Bad To Me” (outra que os Fab não gravaram). Mas, no entanto, um dos maiores destaques do programa foi a performance de Peter Sellers, em uma memorável atuação teatral “declamando” a letra de “A Hard Day’s Night”, no maior estilo “Shakespeariano”. A parte de Sellers foi gravada em um estúdio em Londres, e não em Manchester como o resto do programa. Para promover o single “Day Tripper”/”We Can Work It Out”, os Beatles apareceram ao fim de cada parte do programa tocando as duas canções, respectivamente. Na segunda, John aparece tocando o famoso Harmonium, que fora usado na gravação lançada no compacto.
Fonte do texto: beatlescollege.

4 comentários:

Edu disse...

O programa inteiro é meio chato...mas vale como documento histórico.

Valdir Junior disse...

Muito legal ver o John e Paul ali conversando e brincando com "humor-beatle" sobre as versões em linguás estrangeiras das musicas.

Joelma disse...

Músicas de Lennon/Mccartney só por Lennon/Mccartney mesmo ou The Beatles.
Eita que eles foram made to each other.

João Carlos disse...

Só vi esse programa por aqui, no Baú. É legalzinho.