sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

A PINTURA VIGOROSA DE PAUL McCARTNEY

Às vezes, fico pensando: o que ainda falta esse homem fazer nessa vida? O interesse de Paul McCartney pela pintura vem desde os anos 60. Já famoso, conheceu grandes nomes das artes plásticas como Andy Warhol, Claes Oldenburg, Peter Blake e Richard Hamilton, além de desenvolver um grande interesse pelas obras do belga René Magritte – a maçã do logo da Apple vem de uma pintura de Magritte. Mas um amigo próximo, o pintor Willem de Kooning, foi quem realmente encorajou Paul a pintar, em meados de 1983.
Em 1999, o mundo conheceu melhor a faceta de artista plástico de Paul McCartney com uma exibição em Siegen, na Alemanha, que depois resultou no livro-catálogo “Paintings”. Algumas obras de McCartney retrataram pessoas próximas, como Linda e John Lennon, além de artistas como David Bowie e Andy Warhol.
"Eu costumava desenhar bastante, não necessariamente baseado na vida, mas na imaginação. E todos os meus dias na escola eu sempre desenhava muito bem. Eu costumava fazer desenhos de mulheres para a turma, mas não devemos falar sobre isso – eu era o cara que poderia desenhar lindas mulheres nuas, então para os meninos isto era uma boa atração, e eles me pediam para desenhar para eles. Mas eu sempre gostei de desenho, frequentemente rostos de desenho animado. Eu gosto da linha, não necessariamente do conteúdo. Eu gosto de linhas rápidas, linhas muito espontâneas". 

3 comentários:

João Carlos disse...

E então? É o homem!

Antônio de Deus disse...

Será que existe algum talento artístico que lhe falte?? Salve Paul...

Valdir Junior disse...

Acho que o Paul como pintor , é um gênio como musico !!!