quarta-feira, 12 de março de 2014

AS FANTÁSTICAS PIN-UPS DE GIL ELVGREN

Depois de ter de encarar tanta gente feia, chegou a hora do colírio - que chega até nós pelas extraordinárias e fantásticas pinturas das pin-ups de Gil Elvgren - indicustivelmente, um dos maiores artistas da Cultura Pop do século XX.
Gil Elvgren é um exemplo de ilustrador que foi considerado injustamente e por muitos anos como um artista meramente comercial, mas hoje o trabalho desse norte-americano é exposto e reverenciado em galerias de todo o mundo. Ele foi um dos principais artistas a desenhar as famosas pin-ups. O termo “pin-up” data da década de 40, (as imagens eram penduradas em locais que normalmente circulavam somente homens como borracharia, quartéis, etc.) mas já na década de 30, George Petty e Alberto Vargas, faziam sucesso com a revista americana “Esquire”.
Uma pin-up é uma mulher que jamais seria vulgar ou oferecida, apenas convidativa, insinuante, dissimulada. Uma mistura de sensualidade e inocência... Imagens asseguradas pelos sofisticados traços provavelmente provenientes da art-nouveau, elas apareciam vestidas em peças de roupa que valorizavam seus corpos de curvas sinuosas, deixavam sutilmente à mostra torneadas pernas, e definidas cinturas, em situações do cotidiano e as carinhas e bocas ingênuas faziam o acabamento da imagem que levaram uma geração de homens à loucura. Mostravam sem mostrar.
Havia muito tabu quanto ao nu e mulheres que ousavam enfrentavam grandes preconceitos muitas vezes pela vida toda. Gil Elvgren começou a ilustrar pin-ups na década de 1930 e só parou 40 anos depois. A fama de comercial deve-se ao fato de que a maioria de seus desenhos eram criados para ilustrar campanhas publicitárias, como as propagandas da Coca-Cola. As pin-ups de Elvgren ilustravam principalmente calendários. O artista morreu em 1980.

3 comentários:

Lidiane Pessoa disse...

Pin ups são demais Edu!!!!! Otimo post!!!!!!! O Baú como sempre muito bom!!!!!

Valdir Junior disse...

Demais ,melhor ainda se forem modelos de verdade !!!

João Carlos disse...

Realmente sensacional!