segunda-feira, 31 de agosto de 2015

HENRY MCCULLOCH - PROFISSÃO: GUITARRISTA

No início de 1972, o guitarrista Henry McCulloch juntou-se ao Wings de Paul & Linda McCartney. Ele e o baterista Denny Seiwell eram os reforços contratados por Paul McCartney para a 1ª excursão de verdade dos Wings e para a gravação do álbum “Red Rose Speedway”. “My Love” foi a primeira canção cujos direitos de comercialização não ficaram sob o domínio da Apple e da Northern Songs. Henry McCullough ao ouvir a música, pediu a Paul que o deixasse criar um solo especial para ela. O arranjo foi aprovado e o solo incorporado na edição final juntamente com uma orquestra. “My Love” tornou-se um dos maiores clássicos dos Wings e seu solo é constantemente lembrado como um dos mais criativos do rock. Infelizmente, Henry McCullough e Denny Seiwell abandonaram os Wings na noite anterior do dia que embarcariam para Lagos, Nigéria para gravarem o álbum “Band On The Run”. Henry McCullough está com 68 anos e ainda na estrada do Rock And Roll. Antes de entrar para os Wings, esteve na Grease Band de Joe Cocker e participou de Woodstock. Em 1975 gravou "Mind Your Own Business", seu único album para o selo de George Harrison Dark Horse.
Depois dos Wings tocou com Roy Harper, Frankie Miller, Eric Burdon, Marianne Faithfull, Ronnie Lane , Donovan, Dr. Feelgood, The Fleadh Cowboys, Nick Lowe entre tantos outros. Seu útimo álbum é de 2008 - "Poor Man's Moon”. Seu currículo com quem já tocou é invejável e não daria para enumerar aqui. No dia 20 de dezembro de 2009, McCullough estava presente no show de Paul McCartney em Dublin. McCartney reconheceu publicamente a contribuição de Herry McCullough para os Wings. O virtuoso guitarrista nasceu em julho de 1943 e está agora com 72 anos.

5 comentários:

Robert Moura disse...

O Henry McCullough é um grande músico, assim como o Denny Seiwell, mas quando ouço as guitarras gravadas pelo Paul e pelo Denny Lane, assim como as baterias do Paul no Band On The Run, não posso dizer que eles tenham feito falta, mesmo sendo músicos mais técnicos.

João Carlos disse...

Era fantástico. Tinha uma senhora pegada.

Edu disse...

Era. Guitarrista de blues. Pensei (e me enganei) que tinha morrido há uns dois anos, mas acho que me enganei. Atenção incautos: não estou confundindo com Jimmy, que tinha quase o mesmo sobrenome e substituiu Henry nos anos que se seguiram. Muita gente, quase unânimidade, prefere a banda de McCartney hoje, mas são apenas "pau-mandados". Na época de "My Love", o buraco era mais embaixo!

Valdir Junior disse...

O guitarrista mais Blues que o Paul teve até hoje. Alias o Paul sabe se cercar de feras muito bem !!!

Pedro Renault disse...

Oi Edu
A diferença é que a banda de hoje é assumidamente uma banda de apoio. Os Wings se propunham a algo mais, tanto é que alguns números eram dos outros componentes, como em At the Speed of Sound. Mas é óbvio que o Paul tinha muito mais peso nas decisões.
Na minha opinião a banda de hoje é no mínimo a melhor pós-Wings.
Abraços
Pedro