quinta-feira, 5 de abril de 2018

EAGLES - HOTEL CALIFORNIA - CLÁSSICO IMORTAL*****


A banda The Eagles é uma das mais sensacionais - não apenas do country rock americano, mas do próprio rock. Praticamente, todos os seus álbuns ficaram em primeiro lugar nos Estados Unidos durante as décadas de 70 e 80. Formada em 1971 em Los Angeles, Califórnia, por Randy Meisner (baixo), Bernie Leadon (guitarra e vocais), Don Henley (bateria) e Glenn Frey (guitarra) lançaram o LP de estréia em 1972, com excelente e imediata aceitação. Depois do terceiro LP, o guitarrista e vocalista Don Felder uniu-se ao grupo. Em 1976, Bernie Leadon deixou a banda, sendo substituído por Joe Walsh. Mas ao contrário do que se poderia esperar, a alteração não prejudicou o sucesso do Eagles. Em 1980 fizeram uma série de shows com ótima aceitação por parte do público e ganharam seis Grammy. Os Eagles explodiram mesmo foi em 1976 com o megasucesso “Hotel California”, clássico gravado no Criteria Studios, Miami & The Record Plant, Los Angeles.Hotel California foi o 5º álbum dos Eagles. Foi lançado em 8 de dezembro de 1976. Está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. O discão demorou oito meses para ser gravado, entre março e outubro de 1976. O carro-chefe do álbum, claro é “Hotel California” – sucesso absoluto e imediato! Além de outros clássicos como "New Kid In Town" e "Life In The Fast Lane". “Hotel California” está em 37° na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone. Os Eagles receberam dois Grammy Awards pelo álbum, um pela música "Hotel California" na categoria "Record Of The Year" e outro pela música "New Kid in Town" na categoria "Best Arrangement For Voices".
Com uma letra puxada para o abstrato, surgiram muitas teorias em relação à letra da música. Uma delas, dizia que "Hotel California" foi a denominação dada ao "Camarillo State Hospital", um sanatório localizado no município de Ventura, entre Los Angeles e Santa Bárbara, que esteve em operação de 1936 a 1997. Durante o seu apogeu entre as décadas de 1950 e 1960, o Hospital estava na vanguarda do tratamento de pessoas com problemas mentais. A interpretação dos integrantes do Eagles era para retratar o consumismo e o materialismo norte-americano. Também havia rumores de que "Hotel California" era sobre o vício em heroína ou louvor a Satã, mas Don Henley tinha coisas mais prosaicas em mente: "Éramos garotos classe média do meio-oeste", disse. "Hotel California" era nossa interpretação da luxuosa vida em Los Angeles" (o que não exclui heroína e Satã, é claro).
Devido à proximidade com a mídia de Los Angeles, o Camarillo State Hospital, o "Hotel California" tornou-se referência em filmes, televisão e música. Alguns famosos que sofreram de doenças mentais, tuberculose ou passaram por desintoxicação de drogas ou álcool, estiveram lá para serem tratados. Charlie Parker escreveu, enquanto esteve se desintoxicando do vício de heroína, "Relaxing in Camarillo". "Camarillo" foi destinado a se transformar em uma prisão, contudo, por interesse da comunidade, hoje é a Universidade do Estado da Califórnia. A maioria dos edifícios do complexo foram preservados e restaurados, inclusive a torre com sino das missões, original de 1930, que é referenciado nesta música, entre outros. No Brasil,"Hotel California" foi a 14ª música mais tocada nas rádios em 1977. Aparece no 49º lugar na lista "500 Greatest Songs of All Time" da revista Rolling Stone, e aparece também na lista das "500 músicas que moldaram o Rock" do Rock and Roll Hall of Fame.

Um comentário:

Dani disse...

Uma de minhas bandas favoritas. Grandes músicos todos eles, infelizmente Glenn Frey faleceu em 2016. Tenho ouvido no Spotify os álbuns de estúdio da década de 1970. Hotel Califórnia é uma daquelas músicas que chamo de "Perfeitas", um clássico, sem dúvida. A primeira vez que ouvi essa música foi 1994, 1995, não lembro direito o ano, era aquela versão acústica que passava direto nos programas de clipes do Multishow, da MTV. Mas eu gosto muito mais da versão original, do álbum de 1976.