segunda-feira, 5 de setembro de 2016

THE BEATLES - NO REPLY - SENSACIONAL!

Resultado de imagem para the beatles NO REPLY
“No Reply” era uma típica canção de John Lennon sobre traição e ciúme, a história de uma garota que o troca por outro homem. Ela era baseada, ele declarou certa vez, não em sua própria experiência, mas na canção “Silhouettes’’, grande sucesso de 1957 com a banda The Rays. Escrita por Bob Crewe e Frank Slaye, que compuseram sucessos tam­bém para Freddy Cannon, “Silhouettes” colocava um novo elemento na antiga história de amor traído: o rapaz descobre que está sendo enganado quando vê silhuetas nas cortinas da casa de sua amada. Na versão de John, o rapaz começa a suspeitar quando a garota não atende a campainha e, quando, depois, ele telefona e os pais da moça dizem que ela não está em casa. Como em “Silhouettes”, ele volta para a casa dela e, escondido nas sombras, vê a garota sair com outro homem. A repetição da frase “I saw the light”, para se referir à luz por trás das cortinas e à revelação de que ele está sendo enganado, pode ser uma alusão à conhecida canção religiosa de Hank Williams “I Saw The Light” (1948). Desde “Please Please Me”, as composições dos Beatles vinham sendo publicadas pela Northern Songs, uma empresa montada por John, Paul, Brian Epstein e o editor musical Dick James, amigo de George Martin. James tinha experiência tanto como cantor quanto como compositor antes de se envolver com edição e, quando ouviu “No Reply”, disse a John: “Essa é a primeira canção completa que você escreve, a primeira canção que se resolve. E uma história com começo, meio e fim”.

7 comentários:

Joelma disse...

Gosto demais principalmente quando eles cantam em uníssono. Gosto de Beatles for Sale do começo ao fim. Acho demais Mr. Moonlight.

Valdir Junior disse...

Não sou muito fã dessa, particularmente "I'm Loser" uma canção do John muito mais completa e a mais forte do "Beatles For Sale"

João Carlos disse...

É uma canção particularíssima. Tem algo de bossa nova nela.

Edu disse...

Bossa nova? Em que parte mestre?

Edu disse...

Achei meio injusto o comentário de Dick James. Nessa época John e os Beatles já tinham várias com começo, meio e fim. "She Loves You" era uma delas...

Evandro disse...

Essa história de começo, meio e fim diz respeito apenas ao desenvolvimento da trama, ao enredo.

Acho-a sensacional. Aliás, ela e 'I'm a loser" são uma sequência fodástica.

Valquiria Ribeiro disse...

Essa música é maravilhosa. Pode-se ouvir ao fundo eles marcando o ritmo com palmas.