terça-feira, 17 de julho de 2018

PAUL McCARTNEY - COSMICALLY CONSCIOUS - SENSACIONAL!*****

“Cosmically Conscious” esperou um quarto de século para ser gravada e lançada, após ser composta no ashram do Maharishi, em Rishkesh, quando os Beatles foram (tentar) estudar Meditação Transcendental em fevereiro de 1968. A música (mais uma vinheta, ao estilo de “Why Don’t We Do It ín the Road?”) entrou no álbum "Off the Ground" em uma versão abreviada, listada apenas como “And Remember to Be Cosmically Conscious” (na verdade, uma espécie de faixa oculta do disco). Na versão completa, incluída no CD single “Off the Ground”, ela ainda traz alguns segundos da canção “Down to the River” colados no final da faixa, algo como acontece, por engano, com “Her Majesty” em Abbey Road. A maior surpresa para quem acompanha Paul McCartney (quando o tema é mudar o repertório) foi o resgate de “Cosmically Conscious” em um show beneficente ocorrido em 4 de abril de 2009, em Nova Iorque - com o bônus de ter Ringo na bateria. Na apresentação, Paul explicou a origem da canção ao público que compareceu ao Radio City Music Hall para o evento sobre Meditação Transcendental organizado pelo cineasta David Lynch. “E não se esqueçam que vocês precisam ser cosmicamente conscientes... era uma das inúmeras frases do Maharish na índia". Paul toca inúmeros instrumentos na gravação de “Cosmically Conscious", em Sussex: Piano, sitar, violão, ocarina, mellotron e violão. Hamish Stewart toca contrabaixo, Robbie MCintosh assume o bandolim e Linda fica no harmônio. Blair Cunningham contribui com bateria e percussão. Fonte: "Masters - Paul McCartney em discos e canções" de Claudio Dirani, Sonora Editora, 2017.

Um comentário:

Anônimo disse...

Este tema parece ter profundamente ter acertado o Paul em cheio, Duas décadas depois da viagem pra Índia a influência do lugar ainda o inspiraram(O Paul no caso) Se tem uma coisa que a Índia contribuiu e muuuito foi na parte artística!