quarta-feira, 9 de março de 2016

SIR GEORGE MARTIN MORRE AOS 90 ANOS

Sir George Martin em 2010 (Foto: Gareth Cattermole/Getty Images)
Ringo Starr usou seu Twitter oficial, na madrugada de quarta-feira (9), para anunciar a morte de Sir George Martin, o icônico produtor e arranjador do famoso quarteto britânico. "Deus abençoe George Martin. Paz e amor a Judy e sua família. Com amor, Ringo e Barbara. George, você deixará saudade. Beijos", publicou o ex-baterista do grupo. Sir George, que completou 90 anos no dia 3 de janeiro, dedicou sua vida à música, atuando como produtor, arranjador, compositor, engenheiro sonoro, músico e maestro. Considerado "o quinto Beatle", ele ajudou Ringo, Paul McCartney, John Lennon e George Harrison a alcançar o estrelato, com cerca de trinta canções chegando ao primeiro lugar das paradas no Reino Unido e 23 nos Estados Unidos. Em seu Facebook, Paul McCartney disse: "Tenho tantas memórias maravilhosas deste grande homem que vão estar comigo para sempre. Ele foi um cavalheiro de verdade, e um segundo pai para mim. Ele guiou a carreira dos Beatles com tanta habilidade e bom humor que se tornou um amigo verdadeiro meu e de minha família. Se alguém mereceu o título de quinto Beatle, foi George. Do dia em que ele deu aos Beatles o nosso primeiro contrato de gravação à última vez que o vi, ele foi a pessoa mais generosa, inteligente e musical que eu já tive o prazer de conhecer".
http://imagens2.ne10.uol.com.br/blogsjconline/toques/2016/01/
Instrumentista, ele estudou piano e oboé na Guildhall School of Music and Drama de 1947 a 1950, e teve sua oportunidade de entrar para a nata musical em 1950, ao trabalhar no departamento de música clássica da BBC. Entre os álbuns de Paul, John, Ringo e George produzidos por sir George estão clássicos como Please Please Me(1963), Hard Day's Night (1964), Help e Rubber Soul (1965), Revolver (1966), Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band e Magical Mystery Tour (1967), The Beatles (1968), Abbey Road e Yellow Submarine (1969) e Let it Be (1970). Além dos Beatles, sir George ainda trabalhou com artistas como Shirley Bassey,Earth, Wind and Fire, Linkin Park, Kenny Rogers, Elton John, Celine Dion, Jose Carreras e outros tantos que não caberiam aqui. Obrigado, George Martin. Confiram aqui, algumas das principais postagens sobre ele:

11 comentários:

Edu disse...

Valeu George Martin! Cumpriu bem sua missão!

Joelma disse...

Sir George Martin um gênio. Com certeza o quinto Beatle. Muito triste essa perda.

ANDRÉ disse...

George Martin não morreu. Desde os anos 60 ele já havia se tornado imortal. Ele vive em cada música dos Beatles que nós escutamos.

Matheus Felizari disse...

A minha ficha ainda não caiu.

Valdir Junior disse...

Uma triste noticia, descanse em paz Sir George Martin.
Ao poucos, estamos assistindo o fim de uma geração...daqui a pouco só nos livros de historia.

João Carlos disse...

O ANDRÉ não poderia ser mais feliz no comentário. Como no post e no comovente vídeo, o BAÚ (e nós e outros tantos blogs) não vai deixar que o gênio do sempre elegante maestro seja esquecido, especialmente pela música dos Beatles.
George Martin is in my ears and in my eyes!

Ângela Balzan disse...

Viveu bastante; sua contribuição à música se faz eterna. George Martin forever.

Anônimo disse...

Esse blog devia ter uns botões de "curtir" e "não curtir" os comentários...

Pedro RBC disse...

Demonstrou a sua genialidade não somente através de seu talento musical, mas também pela percepção do talento dos sus artistas.
Além disso, comprovou sua solidariedade ao angariar recursos para as vítimas de Montserrat.

Gustavo Araújo disse...

Notem a diferença de sonoridade entre um lp dos Beatles e dos Rolling Stones de um mesmo ano. É gritante. E isso é George Martin. Se Brian unia o grupo, George era o que fazia as composições dos Beatles terem essa musicalidade, terem essa produção perfeita. Ja se nota isso no please plesse me.Obrigado George!

Ana Cláudia Marques disse...

Obrigada, Mr. Martin. Sua magia musical era um molho a mais no mundo Beatle.