sábado, 23 de abril de 2016

PRINCE - A ESTRANHA MORTE DO "GÊNIO" DE MINNEAPOLIS

O cantor americano Prince, de 57 anos, morreu nesta quinta-feira em Paisley Park, sua residência e também estúdio, em Minneapolis, nos Estados Unidos, sua cidade natal, confirmou sua assessoria pessoal à Associated Press. Ainda não há confirmação da causa da morte. Depois de um pouso forçado com seu avião particular, há poucos dias, o cantor havia passado por uma internação. Também havia rumores de que ele estava acometido por problemas respiratórios e uma forte gripe. O cantor foi encontrado desacordado no elevador da casa e declarado morto às 10h07 no horário local (12h07 no horário de Brasília). Autor de clássicos como Purple Rain, When Doves Cry, Nothing Compares to You e Kiss, Prince, ao lado de Madonna e Michael Jackson, dominou o pop nos anos 1980. Purple Rain, o álbum, passou mais de 12 semanas no topo da parada americana em 1984, ano em que Prince se tornou um superastro internacional.http://www.grupovirta.com.br/blog/wp-content/uploads/2014/10/
De acordo com o site TMZ, Prince sofreu uma overdose de drogas há seis dias. Esta informação não foi confirmada pela polícia ou fontes oficiais. O site diz ter confirmado com "diversas fontes" que, no dia 15 de abril, quando sua aeronave fez um pouso de emergência em Molline, Illionis, ele foi levado para o hospital para ser salvo da overdose. A informação divulgada até então é que ele tratava dos sintomas de uma gripe. Segundo o TMZ, ele tomou uma injeção usada geralmente para evitar overdose de opiácios. O médico teria recomendado que ele ficasse durante ao menos 24h internado. A equipe teria exigido um quarto privado, mas como isso não foi possível, ele decidiu sair do hospital.http://www.oestadoonline.com.br/wp-content/uploads/2016/04/
A morte de Prince causa comoção entre artistas em todo o mundo. Madonna disse no Twitter: ""Ele mudou o mundo! Um verdadeiro visionário. Que m... Estou devastada." Barack Obama também lamentou a morte do artista. Grandes nomes da música falaram da importância de Prince. O cantor norte-americano foi encontrado morto, aos 57 anos. O vocalista do Aerosmith, Steven Tyler, escreveu: "lendas nunca morrem... nós podemos ter perdido seu corpo, mas nunca perderemos sua música ou alma". Elton John também lembrou do amigo. "O maior performancer que eu já vi". Mick Jagger e Alicia Keys também homenagearam o responsável por "Purple Rain". "Prince foi um artista revolucionário, um maravilhoso músico e compositor. Prince foi um dos mais singulares e excitantes artistas dos últimos 30 anos", Jagger postou no Twitter. A cantora de neo-soul publicou uma foto com a legenda: Prince foi um presente, um gênio e um lembrete de que nós não temos limite". O presidente norte-americano Barack Obama publicou uma homenagem ao Prince no perfil oficial do Facebook. Obama escreveu: "Hoje, perdemos um ícone criativo. Poucos artistas influenciaram tanto o som e a trajetória da música popular. Como um dos mais prolíficos músicos do nosso tempo, Prince fez de tudo. Funk, R&B, Rock and Roll. Ele era um instrumentista virtuoso, um brilhante líder e um eletrizante performancer". "Prince era um cara super talentoso, multi-instrumentista. Viveu tudo o que podia. Deixou a marca na pedra", disse KL Jay, dos Racionais MC's, "Sempre toco Prince quando estou discotecando", completou. "Ele era o artista mais talentoso, junto com Stevie Wonder, nos dias de hoje", falou o produtor João Marcelo Bôscoli "O Prince tocava todos os instrumentos e criou várias linguagens no meio musical. Ele foi o artista mais influente depois dos Beatles. Era o Mozart da música pop". Um dos grandes guitarristas do rock nacional, Edgard Scandurra também deu sua opinião: "Prince era uma mistura entre Little Richards e Michael Jackson. Ele misturava tudo, o pop, o rock, a voz incrível e era um excelente guitarrista". O integrante do Ira também ressaltou o vazio musical que o artista deixa: "a cena pop fica mais carente, perde alguém que fazia algo diferente, que não tentava deixar tudo parecido".

4 comentários:

Ângela Balzan disse...

Assim como Michael Jackson, Prince deixa um vácuo que será difícil de preencher. Pessoas talentosas como eles fazem falta nos dias de hoje.

Valdir Junior disse...

Uma pena, grande musico e compositor, vai fazer muita falta nesse mundinho cheio de musica chata e descartável.

João Carlos disse...

Apesar de não ser fã de carteirinha, ouvi e tenho muita coisa legal dele. Gostava nele da postura "não sou isso nem aquilo: sou músico". E era!

Edu disse...

Assim como Michael Jackson, eu nunca gostei não, mas que essa música "1999" tem um balanço danado tem. RIP Prince.