domingo, 23 de abril de 2017

THE BEATLES with TONY SHERIDAN - MY BONNIE


“My Bonnie”, a lendária canção da gênesis dos Beatles rumo a sua escalada do sucesso, originalmente se chamava "My Bonnie Lies over the Ocean". É uma canção folclórica tradicional escocesa que continua a ser popular ainda hoje, principalmente depois do sucesso dos Beatles. Embora a origem da canção seja incerta, seu tema pode ter sido um tal Charles Edward Stuart ("Bonnie Prince Charlie") - após sua derrota na Batalha de Culloden em 1746 e seu subsequente exílio, seus partidários jacobitas poderiam tê-la cantado em sua honra, e graças à ambiguidade do termo "bonnie", que pode se referir tanto a uma mulher, bem como a um homem, eles poderiam fingir que era uma canção de amor. Em 1881, Charles E. Pratt publicou partituras para "Bring Back My Bonnie to Me". O estudioso Theodore Raph, em seu livro de 1964 “American song treasury: 100 favorites” escreve que as pessoas estavam pedindo a música em lojas de partituras na década de 1870, e Pratt foi convencido a publicar uma versão dele usando os pseudônimos H.J. Fuller e J.T. Wood, e a canção tornou-se um grande sucesso, especialmente popular com grupos de faculdade e também popular em qualquer situação de grupos de canto.Resultado de imagem para tony sheridan MY BONNIE
“My Bonnie” foi o primeiro disco lançado comercialmente pelos Beatles, tendo o vocalista inglês Tony Sheridan e foi gravada em Hamburgo, nos dias 22 e 23 de junho de 1961, com arranjo e letras de Sheridan e produzida por Bert Kaempfert. Da gravação participaram: Tony Sheridan: vocais, guitarra principal; John Lennon : backing vocals e guitarra rítmica; Paul McCartney: backing vocals e baixo; George Harrison: backing vocals e lead guitar e Pete Best na bateria. Os Beatles se apresentaram com Sheridan por algumas noites no Top Ten de Hamburgo. Chamaram a atenção do bandleader alemão Bert Kaempfert, que sugeriu que Sheridan e o grupo gravassem algumas músicas juntas. A gravação teve lugar numa fase de conversão na escola Friedrich-Ebert-Halle de Hamburgo. Os Beatles foram a banda de apoio para Sheridan, que liderou os vocais, e juntos também gravaram “The Saints”, numa versão mais animada de “When The Saints Go Marching In”. “My Bonnie”, tinha sido escolhida por causa de sua popularidade com os marinheiros de Hamburgo; Fazia parte do show dos Beatles pela mesma razão. A introdução estilo ‘Love Me Tender’ foi cantada por Sheridan com o arranjo de valsa tradicional da canção, antes da mudança de ritmo que levou a música para o reino do rock 'n' roll. Harrison executou a guitarra principal na gravação, embora Sheridan tenha tocado o solo, que foi unido mais tarde em uma tomada diferente. Duas versões de edição também foram gravadas para a introdução, em inglês e alemão - a tradução foi feita por Bernd Bertie. Após a gravação, o grupo - sem Sheridan - gravou outras duas canções de sua própria escolha: “Ain’t She Sweet” e “Cry For A Shadow”. “My Bonnie” foi lançada como single, tendo “The Saints”, como lado B, em outubro de 1961 creditada a Tony Sheridan e The Beat Brothers e alcançou o número cinco na parada de singles alemães. O compacto foi lançado na Grã-Bretanha em 5 de janeiro de 1962, como Tony Sheridan e The Beatles.
Imagem relacionada
Além de ser o primeiro disco comercialmente lançado pelos Beatles, “My Bonnie” teria ainda um papel mais importante em sua história: chamou a atenção do proprietário da loja de discos Nems de Liverpool, Brian Epstein. Diz a lenda que um fã local chamado Raymond Jones teria entrado na loja e pedido a música “My Bonnie” com os Beatles. Brian nunca tinha ouvido falar desse grupo. Soube que tocavam no Cavern Club e foi vê-los. Apaixonou-se por eles e tornou-se empresário do grupo. Apesar da beleza romântica dessa história, sabe-se hoje que foi uma grande lorota inventada por Brian e seu assistente Alistair Taylor, para romancear a história. O tal “Raymond Jones” da história nem sequer existiu.

3 comentários:

Joelma disse...

Então qual a verdadeira história de Brian And The Beatles?

Joelma disse...

Gostei da versão de Pete Best Band

Valdir Junior disse...

Da para perceber, ouvindo "My Bonnie", que o acompanhamento e o instrumental dos Beatles já mostrava o quanto eletrizante eles já eram. A guitarra do George está maravilhosa.