quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

LINDSAY WAGNER - A MULHER BIÔNICA


Lindsay Jean Wagner nasceu em Los Angeles, 22 de junho de 1949. Ela é bem mais conhecida por sua interpretação de Jaime (ou Jamie) Sommers, a ciborgue do seriado de televisão “A Mulher Biônica”, depois do grande sucesso que sua personagem fez em outro famoso seriado dos anos 70, “O Homem de Seis Milhões de Dólares”. A série “A MULHER BIÔNICA” foi produzida pela 20th Century Fox Television para a rede ABC. Durou de 1976 a 1981 com 51 episódios. No Brasil, foi exibida originalmente pela rede Globo e mais tarde, reprisada pela Bandeirantes.
Jaime Sommers, namorada de infância de Steve Austin, ao sofrer um acidente de pára-quedas, fica entre a vida e a morte. As duas pernas, o braço direito e o ouvido direito ficam seriamente comprometidos. Steve pede então a Oscar Goldman, chefe da OSI (Office of Scientific Investigations) que salve Jaime. Oscar acaba concordando e, para isso, Jaime é submetida a uma cirurgia para que as partes atingidas do seu corpo sejam substituídas por componentes biônicos. Em troca, ela tem de que prestar contas ao serviço secreto americano para o resto da vida. No entanto, Jaime começa a sofrer rejeição às partes biônicas, chegando à beira da loucura, e por fim morre.
Mas o sucesso e a empatia da personagem interpretada por Lindsay Wagner foram tão grandes que começaram a chover cartas e telefonemas para a Universal e MCA Pictures Television pedindo o retorno da Mulher Biônica.
O episódio em que Jaime Sommers "morreu" termina justamente com os médicos tentando salvá-la na mesa de operação. Os batimentos cardíacos param e nada mais se pode fazer. Completamente arrasado, Steve sai da sala de cirurgia achando que Jaime não resistiu. O terceiro ano de O Homem de Seis Milhões de Dólares começa justamente com o episódio A Volta da Mulher Biônica com os médicos conseguindo reanimar Jaime e a mantendo viva através de uma técnica de criogenia desenvolvida pelo dr. Michel Marchetti, assistente do dr. Rudy Wells - responsável pelo projeto biônico. Jaime fica em coma por semanas. Quando começa o processo de readaptação, Steve a vê à distância no hospital. É quando Oscar Goldman e Rudy Wells resolvem contar a ele o que houve.
No dia 13 de maio de 1978 foi ao ar o último episódio da série, chamado "A Fuga". Nele, Jaime, cansada de ser tratada como um robô e sempre ser chamada para "salvar o mundo", resolve abandonar o barco. Mas não seria tarefa tão fácil. Como ela era um projeto secreto do governo americano, teria de viver para sempre num complexo habitado por agentes e cientistas especiais aposentados pelo governo dos Estados Unidos. Ela se recusa a tal vida e resolve fugir. O episódio chega a ser deprimente. Afinal, a heroína tinha agora a sua foto estampada nos jornais como se fosse uma fugitiva.
Os primeiros passos de Lindsay Wagner para se tornar a Mulher Biônica, foi quando foi convidada em 1975 para participar de um episódio - dividido em duas partes - do seriado "O Homem de Seis Milhões de Dólares". Ela faria o papel de Jaime Sommers, a namorada de infância de Steve Austin, que sofre um acidente de pára-quedas e fica entre a vida e a morte.
Durante três anos, foram ao ar 51 episódios de A Mulher Biônica. A mistura das duas séries voltaria a ocorrer algumas vezes. O tempo de duração de cada uma variava entre 43 e 50 minutos. Foram sete episódios de duas partes e um de três partes. Ao contrário da série do Homem Biônico, Keneth Johnson resolveu dar umas pitadas de humor ao novo seriado.
O charme e a beleza que Lindsay Wagner deu a “Jaime Sommers” garantiu um retorno generoso do público masculino em todas as faixas de idade. As meninas, por sua vez, finalmente tinham uma heroína em quem podiam se espelhar. Produtos e brinquedos, como bonecas e revistas em quadrinhos, foram lançados no mercado. A época foi marcada por uma verdadeira "mania biônica", e isso levou os produtores da série a introduzirem, inclusive, um cão biônico, Max, a cobaia inicial para o "projeto biônicos" e que acabou sob os cuidados de Jaime. Em 1977, Lindsay Wagner ganhou o Emmy de melhor atriz de série dramática.
O humor e a ironia de Jaime Sommers diante das mais difíceis situações davam o retoque final. Vários episódios eram marcados pela comédia sem se desviar das tramas detetivescas. Os saltos de grandes alturas, a força do braço biônico e até a super-audição eram auxiliados por uma sonoplastia que marcou uma geração e driblavam muito bem a escassez dos recursos técnicos e efeitos especiais - não tão sofisticados quanto os de hoje. Técnicas de slow motion, por exemplo, indicavam a supervelocidade de Jaime. Mas depois de anos, Lindsay Wagner já estava cansada do papel da mulher biônica. Seguindo a maldição dos protagonistas de sucesso, principalmente heróis, ela nunca mais conseguiu outro papel de tanto destaque.
Link para a postagem “O HOMEM DE SEIS MILHÕES DE DÓLARES” publicada aqui em 25 de maio de 2009:

31 comentários:

João Carlos disse...

Simplesmente fantástico Edu.Faltou uma foto dela atual e dizer o que ela anda fazendo profissionalmente.
PS: O brasileiro,mais criativo claro,inventou nessa época o SENADOR BIÔNICO.Lembra ?

Edu disse...

Prezado JC: preferi não colocar uma foto atual dela para preservar e conservar o mito, a lembrança que ficou daqeles anos. Lindsay Wagner hoje, está com 63 anos. A beleza se foi, e, se não me engano, sofre de "Parkinson". Irônico, né? Triste fim para uma campeã como a Mulher Biônica. Valeu! Abração!

Valdir Junior disse...

Bela postagem Edu !!!
Essas series são de um tempo em que havia " Magia " na TV !!!
Hoje em dia é só $$$$$$$ , caras , bocas e tipinhos !!

Helena disse...

Edu, que maravilha você postar estas imagens. Voltei no tempo!
Parabéns, viu!

Carlos Paiva

Iura Breyner Botelho disse...

Obrigada, Edu! Pensei que só eu gostasse tanto destes atores e destas séries de TV. Meus amigos acham graça quando eu me refiro a eles, por serem "panos velhos de baú" mesmo... Mas que bom que tem mais gente que aprecia e ama esta "velharia boa"...
Vc disse que sua beleza se foi... não acho não, sinceramente! A vi em alguns vídeos entre 2010 e 2011 e acho que ela, com seus 63 continua linda e mais simpática do que nunca! Parkinson?? Verdade?? Espero sinceramente que não, mas se for, penso que ela tem "calibre interior" para carregar o peso com toda a categoria e classe que lhe são peculiares... Lindsay não é apenas uma estrela da TV hollywoodiana... é uma mulher de grande categoria humana e artística!

Well Ramus disse...

Mulher Biônica ... Lindsay Wagner ...

Cara, que bom que existem pessoas como você, que buscam no ontem os ingredientes que tanto necessitamos para não esquecermos de ... sonhar ... fantasiar ... usar a imaginação.

Sei que, embora a Lindsay Wagner seja hoje uma senhora, ela continua na ativa, tem participado de eventos sobre seriados de tv e até pequenas aparições em séries atuais. Não sabia que ela sofria de Parkinson. Parabéns pela postagem!

Isabella Katiuscia Simons disse...

Legal! Permanecer em destaque em filmes, fica difícil para alguns atores que estão padronizados a fazer um papel específico por muito tempo. E a velhice chega e problemas de saúde também.

joebarza@gmail.com disse...

joeci barboza:adorei e saber a atriz da mulher bionica ainda esta viva.era que mais gosta de assistir,valeu mesmo.

Anônimo disse...

Assisti a essa série (Mulher Biônica) que marcou para sempre a minha adolescência. Foi emocionante rever Linday Wagner que, pelas fotos, continua maravilhosa! Saudades de um tempo que não volta mais... Vou guardar em minhas lembranças essa linda mulher de rosto perfeito, expressivo, lindo... e talento incomparável!

Alberto Magalhães disse...

Simplesmente linda demais. Assistir a esses dois seriados foi uma das coisas preferidas da minha vida. Gosto sempre de rever.

francisco batista disse...

cara como amei esdes dois ceriado espero um dia poder grava agus desses adoro amulher bionica valeu

francisco batista disse...

mesmo asim so pude publik nos adoramos ela

francisco batista disse...

obrigado por pode rever foto dessa linda mulher biiiionnica maravilha cara queria um dia pode grava um desses episodio gosto muito tambem do homem de 6 milhoes de dolare adoro ele tambem abracos francisco

francisco batista disse...

edu si eu pudesse falaria dessa deusa que e amulhe mais linda e bionica do mundo francisco batista espero novas novidade da mulher bionica k mim emociona muito bjs

Anônimo disse...

Eu acho ela muito linda e atraente, adorava o jeito que ela corria e pulava era muito charmosa, saudade deste seriado.A da A

Anônimo disse...

Que incrivel foi rever Lindsay. Uma serie inesquecivel, tanto q minha filha se chama Lindsey hoje com 24 anos!

Carlos Marcelo disse...

Nossa , como essa época foi boa...agora há um canal reprisando não só a Mulher biônica como outras séries dos tempos áureos da tv...excelente postagem ..obrigado por nos fazer voltar no tempo.

Anônimo disse...

caraca....isso é sensacional. A muito tempo eu não ouvia falar da mulher biônica. Aproveitando... descobri uma rádio do Paraná que tem um programa que toca musica dos anos 70 e 80 e além disso eles colocam no ar abertura de seriados da época e propagandas antigas. o programa vai ao ar das 15 as 16 hs. dá pra escutar pela internet. www.radioondasul.com.br

Sérgio disse...

Edu, como faço para conseguir esses episódios da série?
Muito boa essa recordação, tempos muito bons dessa época! Valeu!!!

Daniel Filiputi disse...

Recordar e sonhar, viajar no tempo, ter por instantes, minutos ou ate hrs, momentos de alegria ou entretenimento q nao tem preço! Atitude lamentavel de quem diz que "quem vive de passado e museu”, Pura hipocresia!!!!

Anônimo disse...

Anonimo. Eu assisti e gostava muito quando esse epsódios passavam na cessão aventura.

Charlie Towsend disse...

ESSA ERA UMA DAS MINHAS SÉRIES PREFERIDAS, ALIÁS, AS DUAS SÉRIES. O QUE POUCA GENTE LEMBRA É QUE LINDSAY NÃO FOI A PRIMEIRA MULHER BIÔNICA. EM O HOMEM DE SEIS MILHÕES DE DÓLARES QUEM INTERPRETOU A PERSONAGEM ORIGINALMENTE FOI A SAUDOSA FARRAH FAWCETT-MAJORS [A JILL MONROE DA PRIMEIRA VERSÃO DE AS PANTERAS], NA ÉPOCA ESPOSA DE LEE MAJORS QUE INTERPRETAVA STEVE AUSTIN. QUANDO RESOLVERAM CRIAR A SÉRIE, ESSE EPISÓDIO [DE DOIS CAPÍTULOS] FOI REGRAVADO COM LINDSAY WAGNER E SEGUIDO DE OUTRO EPISÓDIO DUPLO EXPLICANDO A VOLTA DA PERSONAGEM DEPOIS DE TER MORRIDO NA PRIMEIRA HISTÓRIA. NA SEQUÊNCIA, A HISTÓRIA SEGUINTE NARRAVA O RETORNO DE JAMIE PARA CASA E SUA ADAPTAÇÃO A NOVA VIDA E A PARTIR DE ENTÃO CADA EPISÓDIO CONTAVA UMA NOVA AVENTURA DA PERSONAGEM.

Reinaldo Cazarin disse...

Valeu por essa matéria, muita saudade daquele tempo, eu era super fã da Mulher Biônica e do Cyborg!!!kkkkk

Luciano disse...

Assisti o seriado que a tornou famosa, no entanto, o trabalho que mais marcou para mim foi no filme de 1979: OS DOIS MUNDOS DE JENNY LOGAN. Tudo foi perfeito naquele filme, produção, roteiro e atores, sendo ela a estrela maior. Lindíssima naquele vestido do século 19. Depois desse filme fiquei fã para sempre.

Unknown disse...

Jaime Sommers linda, loira e imortal.

rose disse...

Há duas semanas encontrei sem querer, uma emissora que passa episódios da série a mulher bionica . Adoro. Vivo procurando dvds da série, mas não encontro. É muito bom rever coisas antigas. Sem tecnologia, mas bom entretenimento.

Anônimo disse...

ai, como fiquei triste de saber que "mataram" minha ídolo. minha diva, minha heroína!
Cresci amando e admirando de forma indescritível, "A Mulher Biônica!"
Toda menina queria ser "ELA", a linda, charmosa, inteligente e poderosa mulher biônica!
Lindsay Wagner, foi, é e sempre será, "A Mulher Biônica!"
Erika Emrich

Anônimo disse...

Qual emissora transmite episódios de "A Mulher Biônica"?
Quero muito rever!

Solange Vieira disse...

quando era pequena queria ser como ela tanto que também pulei de uma grande altura e quase morri ela definitivamente marcou minha infancia e ainda hoje alguns parentes lembram o fato. Hoje em dia a inocencia das crianças não e mais a mesma , mas as lembranças do seriado são marcantes em minha vida amoooooooooooo que saudade.

Anônimo disse...

Obrigado Edu por essa jóia maravilhosa. Ela realmente é de uma beleza ímpar, não tinha como não se apaixonar. Beleza, inteligência e discrição. Bem diferente dos padrões de hoje.A personagem agregava valores muito apreciáveis e que poucas mulheres possuem hoje em dia,por conta do modismo imposto pelos meios de comunicação.Para quem não sabe, o seriado passa ainda hoje,todas as quintas-feiras,ás 20h, na REDE BRASIL,que tem prestado um grande serviço de utilidade pública,ao reprisar esses seriados,que valorizam a família e os bons costumes.

Anônimo disse...

Simplismente fabuloso seu blog Edu adoro ate hoje essa mini série que marcou minha infancia.Parabens por vc ter como recordação essa série maravilhosa.Aproveitando faça um comentario sobre a serie dama de ouro foi muito bom.agradeço desde já ernani m.ferreira