segunda-feira, 7 de março de 2011

TWO OF US - TUDO ENTRE NÓS - 2005

Direção: Michael Lindsay-Hogg
Com: Aidan Quinn (Paul McCartney) e Jared Harris (John Lennon)
Duração: 89 minutos

Sábado, 24 de abril de 1976. No ar, um dos programas mais populares dos Estados Unidos até hoje, o Saturday Night Live. Na época, corria pelo mundo o boato de que os Beatles se reuniriam novamente, à luz de uma oferta milionária do promotor Sid Bernstein. A proposta não foi aceita, mas aproveitando-se da esperança dos fãs, o apresentador Lorne Michaels fez uma brincadeira e ofereceu 3 mil dólares se os Beatles aparecessem no programa aquela noite e cantassem 3 músicas. Mal sabia ele que naquela noite, Paul McCartney e Linda estavam visitando o apartamento de John Lennon e Yoko Ono em Nova York, próximo aos estúdios e assistiam ao programa. Quase foram lá dar uma palhinha, mas depois, em uma entrevista, John disse que estavam cansados. Se isso faz parte do filme? Claro! O filme é inspirado nisso. E, sim, isso de fato aconteceu. Aliás, a piada de Michaels entrou para a história dos Beatles. Com grande maestria, o diretor Michael Lindsay-Hogg, fez um filme imaginando como teria sido aquele dia para os dois amigos. É quase uma hora e meia de conversa entre John e Paul. Falando assim, parece até enfadonho, mas ela é muito bem conduzida entre momentos de tensão, descontração, uma rápida ida ao banheiro ou pausas para lembrar uma música e atender Yoko ao telefone, que supostamente viajava com o filho, Sean. Michael Lindsay-Hogg também dirigiu o documentário Let It Be (1970), que mostrava a rotina dos Beatles já na época da separação. Conhecendo bem o comportamento de John e Paul, Hogg pôde dirigir os atores fazendo com que eles chegassem o mais próximo possível dos gestos e linguagens dos músicos. A semelhança física acaba ficando em segundo plano (quase terceiro). Além disso, o diretor pôde também recriar, com fidelidade, o apartamento de John e Yoko em New York. Esse filme eu nunca vi, mas parece que deve ser legalzinho. Tentei encontrar o trailer na internet mas não achei. Quem souber, mande o link e eu coloco. Agora, a gente fica com os verdadeiros John Lennon e Paul McCartney e os Beatles quebrando o pau com TWO OF US. Ok? Valeu! Abração!

8 comentários:

Valdir Junior disse...

Já tinha ouvido falar desse filme, numca encontrei ele por aqui , tambem acho que não passou na TV , parece ser bem interressante , engraçado como esses anos entre a separação dos Beatles e a morte de John temos poucas informações sobre a relação deles entre si.
Adora a musica Two of Us , ela é bem no estilo dos Everly Brothers

Abraço Edu e Hare Krishna !!!

Alysson disse...

Pra variar, estou enviando o link pra vocês:

http://rapidshare.com/files/69777528/Febre_de_juventude_legendado.part1.rar
http://rapidshare.com/files/69785223/Febre_de_juventude_legendado.part2.rar
http://rapidshare.com/files/69792337/Febre_de_juventude_legendado.part3.rar
http://rapidshare.com/files/69797822/Febre_de_juventude_legendado.part4.rar
http://rapidshare.com/files/69800323/Febre_de_juventude_legendado.part5.rar

Alysson disse...

Desculpem-me, acabei mandando outro filme - segue os links para Two of Us:

http://rapidshare.com/files/106982431/two_of_us.part1.rar.html
http://rapidshare.com/files/106998397/two_of_us.part2.rar.html
http://rapidshare.com/files/107062537/two_of_us.part3.rar.html
http://rapidshare.com/files/107128443/two_of_us.part4.rar.html
http://rapidshare.com/files/107160094/two_of_us.part5.rar.html

andrezbeatle disse...

Tenho o filme. É até legalzinho. Só que na verdade o Paul vai sozinho (sem a Linda) até o apartamento do John.

João Carlos disse...

Eu sempre perco.Sempre aparece alguém contando que viu no Canal X etc.E agora a curiosidade aumentou por saber quem é o diretor.

Unknown disse...

Eu vi um trecho deste filmes esses dias, fiquei na dúvida se o filme era mesmo de 2005.
Ah, ouve um consenso que para o filme rolar melhor eles tirariam as esposas.

Unknown disse...

O Jared Harris também não me convenceu muito como Lennon, apesar que a intenção era que os atores mostrassem mais os movimentos corporais dos originais.

Nathan disse...

esse filme ta entre os meus favoritos, nao é uma obra prima mas é legal de se assistir